A cada 100 brasileiros, 87 usavam a internet em 2022, 93% diariamente

Dados colhidos pelo IBGE mostram, ainda, que quase todos os usuários acessavam a rede mundial pelo celular e que utilização entre idosos cresceu de 24,7% em 2016 para 62%

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou, nesta quinta-feira (9), uma radiografia do uso da internet no país em 2022 e constatou que 87% das pessoas com dez anos ou mais (161,6 milhões) acessavam a rede mundial. A grande maioria, quase 99%, utilizava celulares para isso e 47,5%, a tv.

O levantamento constatou que houve crescimento dos que usavam a internet em relação a 2021, quando o percentual era de 84,7%. Vale destacar o aumento entre a população idosa, que saiu de 24,7% em 2016 para 62% no ano passado. Por outro lado, 12,8% da população compõem o grupo dos excluídos digitais.

Os dados fazem parte do módulo Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Contínua, que mediu, pela primeira vez, a frequência de uso, com 93,4% acessando diariamente.

Além disso, foi constatado que a proporção de pessoas que usavam a internet via microcomputador recuou de 63,2% em 2016 para 35,5% em 2022. O acesso à internet por meio do tablet também diminuiu, neste período, de 16,4% para 7,6%.

Ainda segundo a pesquisa, a maioria das pessoas que não utilizava a internet em 2022 tinha menos instrução ou era idosa. O motivo mais apontado pelas pessoas que não acessaram a internet, 47,7%, foi por não sabe usar. Para 66% dos idosos que não utilizaram a internet, esse foi o principal motivo.

Outro dado trazido pelo levantamento é que 98,4% dos estudantes da rede privada e 89,4% da rede pública utilizaram a internet em 2022. Também no ano passado, 8,9% dos usuários acessaram a internet por conexão gratuita pública em escolas, universidades ou bibliotecas. Entre os estudantes da rede pública usuários da internet, 26,7% utilizaram essa forma de acesso.

Quanto ao tipo de uso feito, 94,4% acessaram a internet para conversar por chamadas de voz ou vídeo, seguido por enviar ou receber mensagens de texto, voz ou imagens por aplicativos diferentes de e-mail, 92%; assistir a vídeos, inclusive programas, séries e filmes, com 88,3%, e usar redes sociais, com 83,6%.

Na área rural, o percentual de usuários era menor, mas vem crescendo: começou em 33,9% em 2016, na primeira edição da pesquisa, passou para 67,5% em 2021 e atingiu 72,7%, em 2022. “A proporção de pessoas que utilizam a internet cresce desde o começo da pesquisa, inclusive na área rural. No entanto, ainda se nota uma diferença grande frente às áreas urbanas, mesmo que essa diferença venha se reduzindo ao longo do tempo”, explica, no site do IBGE, o analista da pesquisa, Gustavo Geaquinto.

Com informações do IBGE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × 1 =