Quem eram os Médicos assassinados no Rio de janeiro.

Marcos de Andrade Corsato (à esquerda), Perseu Ribeiro Almeida (centro) e Diego Ralf Bonfim (à direita) foram vítimas de um ataque na Barra da Tujica.

A ação, que durou menos de um minuto, aconteceu na Avenida Lúcio Costa, que fica à beira-mar, após a meia noite desta quinta-feira (5/10).

Duas vítimas, Marcos de Andrade Corsato, de 62 anos, e Perseu Ribeiro Almeida, de 33, morreram no local.

Diego Ralf Bonfim, de 35, foi socorrido ainda com vida e enviado ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos. Ele é irmão da deputada federal Sâmia Bonfim (PSOL-SP) e cunhado do também deputado federal Glauber Braga (PSOL-RJ).

Já Daniel Sonnewend Proença foi encaminhado ao Hospital Lourenço Jorge, localizado na Barra da Tijuca. Segundo informações divulgadas à imprensa, o quadro dele é estável.

Os médicos estavam sentados numa mesa quando um carro parou na avenida e três homens armados desceram. Em menos de um minuto, eles fizeram os disparos e fugiram com o mesmo veículo.

Segundo a Folha de S.Paulo, a polícia trabalha com a hipótese de uma execução, pois os autores do ataque não levaram nada das vítimas e um deles até voltou ao local para realizar mais disparos depois da primeira leva de tiros.

Marcos de Andrade Corsato, de 62 anos, era médico do Instituto de Ortopedia e Traumatologia (IOT), do Hospital das Clínicas de São Paulo. Ele tinha mestrado na área pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) e era especializado em cirurgias de pé e tornozelo.

Diego Ralf Bomfim, que foi resgatado com vida mas faleceu no hospital, e Perseu Ribeiro Almeida, que morreu no local, também fizeram residência médica no IOT.

Em nota, o instituto do Hospital das Clínicas de São Paulo afirmou que recebeu “com consternação” a notícia do falecimento dos três médicos. “O IOT estende as condolências aos familiares e amigos”, diz o texto.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) usou as redes sociais para se manifestar sobre o ocorrido.

“Recebi com grande tristeza e indignação a notícia da execução de Diego Ralf Bomfim, Marcos de Andrade Corsato e Perseu Ribeiro Almeida na orla da Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, na madrugada desta quinta-feira. As vítimas estavam na cidade para um Congresso Internacional de Ortopedia. Minha solidariedade aos familiares dos médicos e a deputada Sâmia Bomfim e ao deputado Glauber Braga”, compartilhou Lula.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, declarou que, “em face da hipótese de relação com a atuação de dois parlamentares federais”, a Polícia Federal acompanhará a investigação sobre o ataque. “Após essas providências iniciais imediatas, analisaremos juridicamente o caso”, escreveu Dino.

O governador do Rio de Janeiro, Claudio Castro (PL), afirmou que a Polícia Civil vai usar “todos os recursos necessários para chegar à autoria do crime bárbaro que tirou a vida de três médicos e feriu outro na Barra da Tijuca”.

Até o fechamento desta reportagem, os deputados Glauber Braga e Sâmia Bonfim ainda não haviam se manifestado publicamente sobre o ocorrido.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 + cinco =