Trabalhadores de são Paulo fazem greve contra a privatização do metrô, trem, saneamento e abastecimento de água

A paralisação é uma resposta ao plano de privatização proposto pelo governador Tarcisio de Freitas.

Os trabalhadores do Metrô, CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) e Sabesp (Companhia de Saneamento do Estado de São Paulo) realizam uma greve unificada de 24 horas, iniciada à 0h desta terça (3).

Os trabalhadores protestam contra os planos de privatização do governador Tarcísio de Freitas (Republicanos) Eles denunciam que transferir o controle do poder público para a iniciativa privada deve encarecer tarifas e piorar a qualidade dos serviços.

Em um comunicado oficial, o sindicato destacou que essa greve unificada não é apenas uma “última cartada”, mas sim um passo significativo em sua luta contínua contra a privatização. Além disso, eles enfatizaram a importância do plebiscito como uma arma decisiva na disputa da opinião pública sobre a privatização.

https://www.instagram.com/tv/Cx7ud1IOOh0/?igshid=MzRlODBiNWFlZA==

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 − dezesseis =