Juventude : O futuro só virá com uma nova consciência

Um relatório elaborado pela Organização para Cooperação e o Desenvolvimento Econômico coloca o Brasil entre os países com maior proporção de jovens que estão fora da escola e sem trabalhar.

No ranking de 37 países analisados, o Brasil ocupao segundo lugar na proporção de jovens fora da escola e sem trabalho – atrás só da África do Sul.

Brasil parece dois países. No mais pobre, onde está a maior parte da população, a proporção de jovens que não estudam nem trabalham fica bem acima da média; e no Brasil onde ficam as famílias mais ricas, ao contrário, é bem menor. O que perpetua o cenário de desigualdade.

Economistas e sociólogos dizem que é preciso cuidar dessa fase de transição para o mercado de trabalho. Não só para garantir o futuro dos jovens, mas do país.

O Brasil é o eterno país do futuro. O problema é que, com o tempo, nós estamos envelhecendo e daqui a pouco nós podemos ser o país do passado. A juventude precisa entender que, sem luta e consciência cidadã esse futuro não chegará.

Olhando para nossas cidades, facilmente vamos entender essa realidade. Milhares rostos jovens que começaram os estudos, mas tiveram dificuldades de continuar- o pior que não tem emprego nem perspectiva.

Em Tarauacá nossa juventude vive entre o desejo consumista e ilusão de que amanhã o problema será resolvido. Enquanto isso, um torneio de futebol e um tereré ajuda a abafar as dificuldades.

Não haverá solução sem mobilização da juventude, nas cidades, estados e no país, em defesa de uma educação pública inclusiva e oportunidades de trabalho e emprego. O futuro é agora, mas só virá com uma nova consciência da juventude.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 3 =