Tarauacá, os aspectros políticos e o tabuleiro das das eleições de 2024.

Tarauacá historicamentea apresentou característica peculiar histórica nos processos das disputas eleitorais. A principal marca é o acirramemento de dois pólos: progressistas e conservador autoritário.

Uma breve retrospectiva mostrar o comportamento da grande maioria do eleitor Tarauacaense nos últimos 40 anos. Essa tendência tem um curso bem anterior. Inciou principalmente no período de ditadura de 1964 a 1985.

Pegamos apenas as últimas quatro décadas para exemplificar: a luta democrática de Tarauacá dos anos 70, elegeu prefeitos e revelou Nabor Júnior primeiro governador eleito em 1982. Primeira eleição democrática após o golpe de 1964.

Nas eleições municipais seguintes, o MDB, partido do governador Nabor Júnior venceu duas eleições municipais. (1985 e 10888) No início da décadas de 90 ( 1992), forças progressistas e de esquerda se dividiram e venceu o candidato da direita conversadora.

Na eleição seguinte (1996), PT e PCdoB unidos, venceram as eleições para a prefeitura. Em seguida, PT e PCdoB se dividiram e fizeram um duelo numa eleição plebicitaria. O PT, venceu eleição governou por mais quatro anos.

Em 2004, mais uma vez, PT e PCdoB dividos, favoreceu a eleição de um candidato indenficado mais com o campo conservador. Em 1988, prefeito entrou na Frente Popular, concorreu reeleição e venceu PCdoB e PT por uma diferença de um ponto percentual.

Em 2012, PT e PCdoB, votaram a prefeitura em mais um eleição polarizada com a direita. 2016, com a cassação da presidente Dilma-PT e o reação das forças conservadoras no Brasil, a oposição conservadora voltou ao comando ao governo municipal.

2020, as forças democráticas de dividiram em mais de uma candidatura e venceu uma candidatura idendentificada com o posições mais a direita. Atual prefeita é uma espécie de Bolsonarismo messiânico, mistura a política com a religião para fazer o povo crer que ela é guiada por uma governança divina.

É importante frisar que durante os 20 anos em que a frente popular governou o estado, Tarauacá sempre foi um pólo dos melhores resultados eletorais.

Podemos dizer que eleitorado do município se dividem em dois pólos, esquerda x direita, no entanto tem um percentual importante que gravita entre esses dois campos, decidindo sempre para lado que apresenta maior perspectiva de vitória.

Após a aprovação do instituto da reeleição, quando o prefeito(a) busca a recondução do cargo no exercício da máquina administrativa, nunca houve mais de duas candidaturas. Tudo indica que é o que vai acontecer na próxima eleição. Um Fla Flu bastante disputado.

Acredito que a oposição alternativa a atual gestão, entrada bem reforçada e com favoritismo. Isso porque, para próxima eleição, de forma inédita a aliança oposicionista trabalha uma composição que une toda a esquerda, o centro e parte do centro Direita.

A aliança oposicionista não será apenas de vermelho terá múltiplas cores: Vermelho, azul, amarelo, verde e branco. Será uma disputa bastante interessante, quem viver verá.

Chagas Batista, de Tarauacá – escreve semanalmente em oestadoacre.com sobre temas de Tarauacá.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze − 1 =