Pix de R$ 17 milhões para Bolsonaro pode ter caixa dois, apostam ministro do STF

Ex-presidente pediu doações para pagar multa depois de ter atuado contra o uso de máscaras em São Paulo.

A recente determinação de quebra dos sigilos bancários do ex-presidente Jair Bolsonaro, proferida pelo Supremo Tribunal Federal (STF) na semana passada, tem gerado expectativas entre os ministros da corte. Eles acreditam que essa medida pode lançar luz sobre doações suspeitas realizadas ao político através do Pix, que totalizam R$ 17 milhões. O montante significativo de recursos, transferido em um espaço de tempo relativamente curto, levanta sérias suspeitas de que entre os doadores possam estar “laranjas” que estariam, na verdade, regularizando, por meio desses depósitos, recursos que teriam origem em caixa dois, segundo informa a jornalista Mônica Bergamo, na Folha de S. Paulo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um + 15 =