Enquanto Nicolau Júnior e Luiz Gonzaga abandonaram ALEAC, governo Gladson deixa milhares de terceirizados sem salário

Quem acompanha os trabalhos na Assembleia Legislativa do Estado do Acre, pode perceber que o presidente da casa Luiz Gonzaga (PSDB) e o Secretário Nicolau Júnior (PP) quase não participam das sessões.

Os deputados dirigentes da mesa diretora, que deveriam colocar em pauta e liderar os principais assuntos de interesse do estado, vivem mais em viagens nos dias de sessões do que assumindo o cargo aos quais se propuseram a ter. O Acre nunca esteve tão apático, sem obras, governo se dedicando exclusivamente as festas e feiras culturais, enquanto a maioria dos deputados não fazem um questionamento sobre. Por outro lado os milhares de empregados terceirizados amargam humilhação e sofrem com salários em atraso, o assunto é debatido de maneira tímida na casa, já que dois ou três deputados tem ligações diretas com algumas dessas empresas. O deputado Pedro Longo PDT, que foi eleito vice-presidente da casa, assume mais imposto de presidente que o titular Luiz Gonzaga e o secretário Nicolau Júnior, gastam tempo no Juruá, em agendas que aparentando política antecipada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 − treze =