Melhora da nota do Brasil deve pressionar queda do dólar ainda este ano.

Fitch Ratings elevou de “BB-” para “BB” a classificação de risco de crédito do Brasil, o que deve elevar o fluxo de investimentos para o Brasil e a oferta de moeda norte-americana.

O processo de valorização do real em relação ao dólar deve se acentuar ao longo dos próximos meses depois que a Fitch Ratings elevou de “BB-” para “BB” a nota de crédito soberano no Brasil, segundo especialistas ouvidos pela CNN.

Para o economista Fábio Silveira, sócio-diretor da consultoria MacroSector, a redução de rating é “sempre uma boa notícia”, e tende a provocar uma pressão baixista para o dólar já neste ano.

Segundo o economista, a decisão contribui para reduzir o custo de financiamento e atrair investimentos para o país, o que eleva a oferta de divisas internacionais, reduzindo seu custo.  

“O ingresso de capitais no Brasil deve se manter, gerando um bom fluxo de capital estrangeiro no país”, explica.  

Como consequência, explica o especialista, há uma tendência de valorização do real frente ao dólar nos próximos meses.

De janeiro ao dia 24 de julho deste ano, o dólar registrou a maior desvalorização em oito anos, com uma queda acumulada de 9,05%, segundo levantamento realizado pela TradMap. A última grande desvalorização da moeda americana neste intervalo de tempo foi em 2016, quando caiu 15,86%.

Fonte:CNN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três + 13 =