Ministro da justiça pede que PF investigue o discurso de Eduardo Bolsonaro.

“Professores são piores que traficantes”

O ministro da Justiça e da Segurança Pública, Flávio Dino, determinou nesta segunda-feira 11 que a Polícia Federal investigue “eventuais crimes, incitações ou apologia a atos criminosos” em discursos proferidos no evento armamentista que aconteceu em Brasília, no domingo dia 09.

A solicitação ocorre após a repercussão do pronunciamento do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP), no qual ele compara “professores doutrinadores a traficantes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − 9 =