A BR 364 E DEMAGOGIA POLÍTICA

Por Chagas Batista.

dhttps://www.youtube.com/watch?v=-loeeKnWYxA&ab_channel=OpovodoAcre

Cheguei na Cidade de TARAUACÁ em meados dos anos 70. Os militares e Governo ditadorial iniciado em 1964, estavam abrindo a BR 364 rumo Cruzeiro do sul.

Após completar ligação, ( estrada de Barro) era possível viajar de Cruzeiro até Rio Branco apenas no período do verão. No máximo dois meses ao ano: agosto e setembro.

Nesse período o tema, pavimentação da BR 364 virou pauta política em todas as eleições. Os candidatos faziam discursos e músicas ganhar votos com com promessa do asfaltamento da estrada.

A ditadura chegou ao seu suspiro final em 1985 e a promessa não foi cumprida. Veio a Sarney com a redemocratização, as promessas continuaaram. Nesse período, as pontes dos rios, também entraram no rol das promessas.

Era muito difícil, mesmo a estrada dando acesso apenas no verão, os viajantes eram obrigados ficarem horas e até dias esperando uma catraia, ou uma balsa para atravessar uma imensa quantidade de rios.

Terminou o governo Sarney, veio Collor, Itamar e Fernando Henrique e a tão propalada aspiração do asfaltamento da BR 364 que serviu para eleger muita gente, não realizou-se. Lula assumiu o compromisso da integração da região.

Lula, assumiu compromisso de liberar os recursos para asfaltamento e a contrução construção de todas as pontes. A promessa cumprida e a obra executada. Apenas uma pequena parte foi concluída pela presidente, Dilma Rousseff.

Com chegada da extrema direita ao poder no Brasil, o Acre e a BR 364 não recebeu nenhuma atenção. Mais incompreensível é que, Bolsonaro não única obra para o povo, deixou estrada quase fechar, mas o Estado transformou se na maior força do Bolsonarismo.

Essa semana, quando assistimos a tal caravana da estrada, composta por parlamentares e gestores das esferas estadual e municipais, se juntaram para comemorar a garantia dos recursos para recuperação da BR e ampliação da ponte do Rio TARAUACÁ, lembrei das promessas e das mentiras políticas do possado.

A maioria presente a caravana, estavam muito mais interessados e tirar fotos e fazer demagogia política com um feito que não lhe pertence. Oi Quase todos presentes estavam querendo apenas tirar proveito eleitoral, Tanto que quase não se falou o nome do verdadeiro responsável pela realização da obra. Lula!

Artigo publicado no jornal oestadoAcre

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 + 18 =